Posts recentes

Meu Sonho de Cinema (28). “Beije a Lúcia por mim”

O primeiro tango em Paris de Bernardo Bertolucci a gente não esquece. Foi em O Conformista, o longa de 1970 que ele adaptou do romance de Alberto Moravia. Antes de seguir adiante quero fazer uma pequena reflexão, ou provocação. Moravia inspirou os talvez maiores filmes de Jean-Luc Godard (O Desprezo) e Bertolucci. Godard, o grande … Continue Lendo “Meu Sonho de Cinema (28). “Beije a Lúcia por mim””

Como se contam mentiras. Não, não é a campanha de Bolsonaro, mas os falsos documentários da Cinemateca

Começa hoje à noite – quinta, 29 -, na Sala Cinemateca, a Mostra Falsos Documentários, Como Se Conta Uma Mentira. A curadoria pode até negar, mas não pode ser mera coincidência. Estamos a quatro dias de uma eleição que será decisiva, loucos para mandar embora um governo pautado pelo atraso político, econômico e social. Na … Continue Lendo “Como se contam mentiras. Não, não é a campanha de Bolsonaro, mas os falsos documentários da Cinemateca”

A Órfã, A Queda e o vale tudo da luta pela sobrevivência

Entrevistei Marieta Severo na terça à tarde. Querida Marieta! Mais do que admiração tenho carinho por essa mulher. O tema da entrevista era a estreia de Duetto. Hélio Fogaça me pegou no pulo. Quando digitei Antônio Bandeira, no post anterior, senti que estava errado, mas encarnei Macunaíma. Ai que preguiça de pesquisar! Manuel, caraca! Marieta … Continue Lendo “A Órfã, A Queda e o vale tudo da luta pela sobrevivência”

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: